RCC Nacional define tema para 2014.

Conselho Nacional define tema para 2014

Sex, 27 de Setembro de 2013 11:00

 

Em 2013, a Renovação Carismática Católica do Brasil, em comunhão com toda a Igreja, dedicou-se em trabalhar e aprofundar a temática da Fé. E durante o ano, carismáticos de todo o país foram levados a declarar publicamente que a vitória que vence o mundo é a nossa fé (cf I Jo 5,4b).

Hoje (27), reunido em Aparecida/SP, o Conselho, instância nacional de discernimento, movido pelo Espírito Santo discerniu que em 2014 o tema que norteará a RCC do Brasil será:

“CONSERVAR A UNIDADE DO ESPÍRITO PELO VÍNCULO DA PAZ” (Efésios 4,3)

Além deste que servirá de direcionamento para o Movimento durante todo o ano de 2014, também foram discernidos temas para outros eventos específicos da RCC do Brasil.

Para os retiros de Carnaval, o tema será:

“Reunidos num só corpo pela força da cruz” (cf. Efésios 2,16b)

Para os Cenáculos com Maria,

“Fazei tudo o que Ele vos disser” (João 2, 5b)

Todas as notícias Conselho Nacional

Fonte RCC Brasil: http://www.rccbrasil.org.br/

A Santíssima Trindade.


Celebração do Domingo da Santíssima Trindade


.

Conta-se que Santo Agostinho andava certo dia a passear na praia a meditar sobre este mistério da Santíssima Trindade: um Deus em três pessoas distintas… Enquanto caminhava, observou um menino que carregava um pequeníssimo balde com água. A criança ia até o mar, trazia a água e deitava-a dentro de um pequeno buraco que havia feito. Após ver repetidas vezes o menino fazer a mesma coisa, resolveu interrogá-lo sobre o que pretendia. O menino, olhando-o, respondeu com simplicidade: -“quero colocar a água do mar neste buraco”. Santo Agostinho sorriu e respondeu-lhe: -“mas tu não percebes que isso é impossível mesmo que trabalhes toda a vida? O mar é infinitamente grande. Jamais o irás conseguir colocar aí todo dentro desse pequeno buraco…”.

Então, novamente olhando para Santo Agostinho, o menino respondeu-lhe: “ora, é mais fácil a água do mar caber nesse pequeno buraco do que o mistério da Santíssima Trindade ser entendido por um homem!”. É mais fácil colocar toda a água do mar aqui dentro deste buraco que o homem conseguir entender o mistério da Santíssima Trindade. O homem é infinitamente pequeno e Deus é infinitamente grande!

.

Há 15 dias atrás celebramos a festa da glorificação do Filho (a 2ª Pessoa) – Ascensão de Jesus ao Céu;

Há 08 dias celebramos a festa da descida do Espírito Santo (a festa da 3ª Pessoa) – Pentecostes;

E hoje celebramos o Domingo da Santíssima Trindade – Queremos hoje contemplar a Deus como uno na diversidade de três pessoas. – O Pai, o Filho e o Espírito Santo.

Esta festa não é essencialmente um convite a decifrar ou interpretar o “mistério” que se esconde por detrás de “um Deus em três pessoas”, mas deverá ser uma oportunidade para contemplar o nosso Deus, que é amor, que é família, que é comunidade e que criou os homens para os fazer comungar nesse mistério de amor que é ELE próprio.
Não é fácil falar de Deus… pela grandeza que Ele tem e pela nossa pequenez! Deus permanecerá sempre como mistério impossível para nós de abarcar, interpretar na totalidade!

Jamais poderemos interpretar toda a densidade e profundidade deste mistério que é Deus uno e trino; no entanto, podemos e deveremos, procurar crescer no seu conhecimento. Só conheceremos e entenderemos Deus na medida em que pessoalmente o quisermos levar para o nosso dia a dia.

Para termos acesso a essa intimidade com Deus temos como auxílio especial a Sagrada Escritura que nos revela quem é Deus em Jesus Cristo, hoje presente no Espírito Santo.

Celebrar a Santíssima Trindade é muito mais que querer entender um Deus uno que vive e se manifesta em três pessoas. Celebrar a Santíssima Trindade é querer descobrir que o nosso Deus é uma comunhão de amor.

Permiti-me que partilhe uma das histórias de Santo Agostinho.
Conta-se que Santo Agostinho andava certo dia a passear na praia a meditar sobre este mistério da Santíssima Trindade: um Deus em três pessoas distintas… Enquanto caminhava, observou um menino que carregava um pequeníssimo balde com água. A criança ia até o mar, trazia a água e deitava-a dentro de um pequeno buraco que havia feito. Após ver repetidas vezes o menino fazer a mesma coisa, resolveu interrogá-lo sobre o que pretendia. O menino, olhando-o, respondeu com simplicidade: -“quero colocar a água do mar neste buraco”. Santo Agostinho sorriu e respondeu-lhe: -“mas tu não percebes que isso é impossível mesmo que trabalhes toda a vida? O mar é infinitamente grande. Jamais o irás conseguir colocar aí todo dentro desse pequeno buraco…”.

Então, novamente olhando para Santo Agostinho, o menino respondeu-lhe: “ora, é mais fácil a água do mar caber nesse pequeno buraco do que o mistério da Santíssima Trindade ser entendido por um homem!”. É mais fácil colocar toda a água do mar aqui dentro deste buraco que o homem conseguir entender o mistério da Santíssima Trindade. O homem é infinitamente pequeno e Deus é infinitamente grande!

È uma “históriazinha” cheia de verdade. Só poderíamos compreender perfeitamente a Santíssima Trindade se nós próprios fossemos ‘deuses’.

Queremos ser “deuses” e queremos limitar Deus às nossas capacidades intelectuais. Queremos que ele “caiba” dentro da nossa capacidade de raciocínio… IMPOSSIVEL! Deus é infinitamente maior.

Podemos, contudo, por meio da razão iluminada pela fé, chegar a um conhecimento ainda que limitado.

O conhecimento que podemos ter terá de ser feito tendo por base comparações, que são sempre, por natureza imensamente limitadas e às vezes até infelizes.

A Santíssima Trindade é como o fogo que queima, que ilumina e que aquece, sendo apenas fogo. É sempre apenas uma coisa – fogo – mas manifesta-se de diversas formas… assim Deus também… é sempre Deus – mas manifesta-se como Pai Criador, como Filho Redentor/Salvador, como Espírito Santo, auxiliador!

.

A Santíssima Trindade é superior à capacidade humana de entendimento, mas não contraria a razão. Dizer que existe “um Deus em três pessoas” faz sentido… já dizer que “há um Deus em três

deuses!” não faz sentido e contraria a razão humana.

Deus revela-se na Trindade como um mistério de amor e porque vive numa comunhão de amor quer amar-nos sempre e quer introduzir-nos na sua família.

Em nós está o Pai, que nos chamou do nada, que insuflou o seu sopro de vida e nos chama a realizar a nossa vocação pessoal de Filhos de Deus.

Em nós está o Filho, que entregou a sua vida por nós.

Em nós está o Espírito Santo que constantemente nos ilumina e nos chama a caminhar ao encontro do Deus amor.

Nós fazemos parte da Santíssima Trindade – podemos de alguma forma dizer que nós somos a 4ª pessoa da Trindade Divina.“PELO MENOS É A PROPOSTA QUE JESUS NOS FAZ em São João Cap. 17”, Deus vive em comunhão de amor para nos convidar a amar! Se vivermos para amar fazemos parte da família de Deus – vivemos em Deus.

Adoremos – a Santíssima Trindade e o amor infinito que esta tem por cada um de nós.

Amemos – a Trindade que primeiro nos amou e constantemente permanece em nós.

Imitemos – a Trindade e vivamos para amar e em comunhão com todos.

Sejamos reflexos da Trindade, isto é, sejamos sinais de comunhão, de partilha, de esperança para este mundo tão dividido, individualista e sem esperança.


Jesus é Misericordioso



(:
wow…obi
agree
gold.
Aweesome~ *anga hulhuvifa! oO! dheloves!
love the green

Washed and buried por azleem.

Encontro Nacional de Formação – RCC.



ENF – 2013

Esta é a vitória que vence o mundo:

A nossa fé

(I Jo 5,4b).




O que é o encontro


Ter, 25 de Setembro de 2012 14:04 | PDF  | | Imprimir |



O Encontro Nacional de Formação para Coordenadores e Ministérios é marcado por momentos de profunda oração, formação geral e específica e escuta profética. Outro aspecto muito importante é a partilha: dos projetos e serviços em andamento no Movimento, das Moções Proféticas que direcionam os trabalhos do Movimento em todas as instâncias .

O ENF se consolida a cada ano entre os líderes da RCC e tem sido um dos eventos que mais fortalecem a unidade entre os membros do Movimento, pois é destinado a coordenadores estaduais, diocesanos, de ministérios, de Grupos de Oração, de equipes e núcleos de serviço. Para a coordenadora da Comissão Nacional de Formação, Rita de Cássia Luís de Sá, “O ENF é um encontro que tem um cunho informativo, formativo e um lugar da unidade. O Grupo de Oração que busca unir-se deve viver um ENF como ponto de partida, ele tem a capacidade de promover uma unidade de toda a RCC do Brasil. É lá onde tudo o que a Renovação Carismática do Brasil vai viver neste ano é partilhado com as lideranças”.

Neles os membros dos Ministérios, se reúnem para receber formação sobre questões específicas de cada serviço, além de vivenciarem momentos de partilha, vivência fraterna e oração.

Em 2013, a moção dada por Deus para a RCC é “Esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé” (I Jo 5,4b). A partir dela, o Movimento buscará vivenciar de forma intensa a proposta do Ano da Fé, proclamado pelo Papa Bento XVI, como comemoração ao 50º aniversário do início do Concílio Vaticano II.

Data: 24 (início às 8h) a 27 de janeiro de 2013 (término às 13h)

Local: Estamos trabalhando para que este evento seja realizado no Centro de Eventos da Sede Nacional da RCCBRASIL, em Canas/SP

Presenças:

– Conselho Nacional da RCCBRASIL

– Comissão Nacional de Formação RCCBRASIL

Programação:

– Momentos de Oração

– Pregações

– Missas

– Partilha de Moções Proféticas

– Apresentações de projetos

Importante:

•    A cidade de Canas não conta com transporte coletivo, nem com pontos de táxi, portanto, lembramos a todos que os participantes do evento deverão contar com transporte próprio, em ônibus de caravanas, vans ou veículos particulares.

•    Mesmo sendo o terreno da Sede Nacional às margens da Via Dutra, esta tratasse de uma via expressa, portanto, ônibus e lotações vindos das cidades vizinhas não param nas proximidades da RCC em Canas.

Mais Informações no Site Oficial da RCC – Brasil

http://www.rccbrasil.org.br/eventos/enf-2013


Semeando a cultura de Pentecostes



“Anos Anteriores”…


ENF – 2011

“Por causa da Tua Palavra”…

Notícia postada dia 04/11/2010 | 14:24:07 – Site RCC – Brasil

Em janeiro próximo, expressiva porção da liderança da  Renovação  Carismática Católica reunir-se-á em Lorena(SP) para mais  uma edição de seu conceituado Encontro Nacional de Formação. E a partir dele – como habitualmente o faz –, o Movimento desencadeia um motivador empenho que busca atingir todas as suas inúmeras instâncias para que considerem – em seus retiros, em seus grupos de oração, em suas festas de “carnaval com Jesus”, seus  simpósios, cenáculos e congressos –, a moção profética concedida por Deus ao seu Conselho Nacional como norteadora, como embasadora, como inspiração para  o modo como devem os membros da RCCBRASIL  pôr em  movimento a sua ação evangelizadora, a partir do carisma que lhe é próprio…

Como tem sido gratificante e edificante constatar a força que essas moções colhidas em escuta profética carregam em seu bojo, provocando iniciativas em tantas  áreas da ação apostólica – entre os jovens, crianças, entre artistas e escritores, entre coordenações e ministeriados, com belíssimas missões internas e externas –, que só se explicam quando referenciadas Àquele que nos foi dado para estar  “conosco e em nós”, capacitando-nos a dar testemunho de Jesus: o Espírito Santo Paráclito! Quanto empenho, quanta comunhão, quanta oração, quanto anúncio (coisas que, segundo João Paulo II (maio de 2004), devem caracterizar a espiritualidade de Pentecostes…

https://i0.wp.com/encontro.rccbrasil.org.br/360x210.jpg

No ano passado, a RCC de todo o Brasil se expressou com clareza e entusiasmo – quer através da música e da dança, peças de teatro e de pregações, de reflexões teológicas e seminários de vida –, que “Jesus Cristo é o Senhor!”. Neste ano que chega a seu termo, entre iniciativas de restauração de práticas espirituais arrefecidas no seio do Movimento, propostas de reconstrução da identidade carismática, deflagração de campanhas pelo início da construção de um Centro de referência nacional para a RCC, o  seu povo reconheceu e se comprometeu  “Unidos pela Palavra, reconstruiremos as muralhas…” e reafirmou o compromisso com anúncio do Evangelho ao assumir a convocação “Proclama a Palavra, anuncia a Boa Notícia”.

Agora, aproximamo-nos de 2011: um ano em que não teremos o nosso tradicional “Congresso Nacional”, mas desfrutaremos de 27 Congressos Estaduais renovados, com um dia a mais na duração, para que as lideranças de cada Estado (equipes de coordenação, servos, núcleos…) interajam com uma Equipe de composição nacional, para assim melhor se preparar para encaminhar os direcionamentos destes novos tempos – tempos de abundância e reconstrução, tempos de primavera eclesial, de florescência carismática, tempos de reorganização interna dos nossos Conselhos de Coordenação… Tempo de se preparar para celebrar – com os jovens do mundo todo! –, o Encontro Mundial de Juventude a ser realizado em parceria com o Escritório Internacional da RCC, aqui na Terra de Santa Cruz… E que moção profética concede o Senhor ao Conselho Nacional para “rhemar” esse ano de 2011?

Uma moção de continuidade, de apreço à Palavra do Senhor, de empenho missionário, de anúncio querigmático sob a luz do senhorio e da autoridade do Cristo, na força do Espírito Santo: “Por causa de tua palavra, lançaremos as redes…”, cf. Lc  5,5.

https://i1.wp.com/encontro.rccbrasil.org.br/392x172.jpg

SENHORIO, RECONSTRUÇÃO E ANÚNCIO NO CARISMA DA RCC. – O núcleo fundamental da pregação de Pedro logo após Pentecostes é esse: “Deus constituiu Jesus Senhor e Cristo. Arrependam-se e creiam” (cf. At 2,36.38; 3, 18-19; 5,31), em harmônica consonância com o cerne da pregação do próprio Jesus nos Evangelhos: “O Reino de Deus está próximo. Arrependam-se e creiam no Evangelho” (Mc 1,15). Ou seja, submetendo-se à direção do mesmo Espírito que impelira Jesus a pregar, o Evangelho pregado pelos apóstolos (cf. At 2,36; 20,38-39) ressalta que Deus constitui Senhor  aquele mesmo Jesus que fora crucificado pelos homens. Os apóstolos logo entendem que anunciar com poder uma tal realidade só seria possível com a força prometida do alto (cf. At 1,7-8; At 5,32). Entendem que era preciso “pregar o Evangelho no Espírito Santo (cf. 1 Pd 1,12). Que o próprio Jesus – primeiro evangelizador – evangelizava “com a força do Espírito…” (cf. Lc 4,14ss), que tornava Sua palavra eficaz… Também o apóstolo Paulo demonstrava essa consciência: “Minha palavra e minha pregação nada tinham da persuasiva linguagem da sabedoria, mas eram uma demonstração do Espírito e poder” (cf 1 Cor 2,4); e, ainda: “O nosso Evangelho vos foi pregado não somente por palavras, mas também com poder, com o Espírito Santo e plena convicção”. (cf. 1 Ts 1,5).

Paulo VI nos ensinava que “as técnicas de evangelização são boas, obviamente; mas, ainda as mais aperfeiçoadas não poderiam substituir a ação discreta do Espírito Santo. A preparação mais apurada do evangelizador nada faz sem ele. De igual modo, a dialética mais convincente, sem ele, permanece impotente em relação ao espírito dos homens. E, ainda, os mais bem elaborados esquemas com base sociológica e psicológica, sem ele, em breve se demonstram desprovidos de valor” (cf. Evangelii Nuntiandi, 75). Ou seja, evangelização com discursos baseados em sabedoria humana, simplesmente (apartados da ação e do poder do Espírito, cf. Paulo VI,  EN 75), obtém dos ouvintes aprovação puramente humana e intelectual, e pode até suscitar doutores especialistas em Sagradas Escrituras e Ciências da Religião, mas não geram necessariamente o “homem novo”, cristãos “justificados”, como é próprio da atuação do Espírito – que dá vida –, e não  da letra – que mata! (cf Jo 6,63).

“Para demolir fortalezas, destruir argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus e tornar todo pensamento cativo em obediência a Cristo” (cf II Cor 10,4-5), é que somos convocados a lançar agora – como “pescadores de homens” –,  as redes  da Palavra com a força e as armas do Espírito, pois as armas da  “carne” não são suficientes… Queremos aprender, durante todo o novo ano,  a crescer em confiança naquele Único que tem “palavras de vida eterna”(Jo 6,68) por cujas palavras “céus e terras foram criados” (cf. Sl 33,6), palavras que são “espírito e vida” (II Cor 3,6), e por causa de Sua Palavra, lançar as redes onde já  não acreditamos mais ter “peixe”, onde cremos não valer mais a pena labutar, provavelmente por termos trabalhado confiando  apenas  em nossas capacidades pessoais, em nossos recursos meramente humanos, em conhecimentos  baseados não  na incomparável e indisputável autoridade de Deus… Que o Espírito Santo possa nos convencer, neste novo ano,  – de um modo que afete nossas vidas –, a respeito do poder e da autoridade que emanam da Palavra de Jesus Cristo, nosso Senhor…

Reinaldo Bezerra dos Reis

Coordenador estadual RCC/SP

ENF – 2010

Unidos pela Tua Palavra,

Reconstruiremos as muralhas …

Em outubro deste ano, o Conselho Nacional da RCC acolheu a moção profética, que coloca a Palavra de Deus no centro de todas as atividades do Movimento em 2010. O tema geral e do Congresso Nacional, inspirado em II Timóteo 4, 1-5, é: “Proclama a Palavra, anuncia a Boa Notícia!”.

Seguindo essa moção, o ENF tem seu tema específico inspirado no livro de Neemias: “Unidos pela Tua Palavra, reconstruiremos as muralhas…”.

�Unidos pela Tua Palavra, reconstruiremos as muralhas…�

Em outubro deste ano, o Conselho Nacional da RCC acolheu a moção profética, que coloca a Palavra de Deus no centro de todas as atividades do Movimento em 2010. O tema geral e do Congresso Nacional, inspirado em II Timóteo 4, 1-5, é: “Proclama a Palavra, anuncia a Boa Notícia!”.

Seguindo essa moção, o ENF tem seu tema específico inspirado no livro de Neemias: “Unidos pela Tua Palavra, reconstruiremos as muralhas…”.

Esse tema coloca em evidência a importância da unidade para vivermos nossa missão de anunciar o Evangelho. Através da nossa união, centrados na Palavra, poderemos reconstruir as muralhas, porque quando estamos juntos, como irmãos, Deus combate em nosso favor. Para melhor compreensão dessa moção, todos são convidados a ler e estudar o livro de Neemias, principalmente os quatro primeiros capítulos, que trata da reconstrução das muralhas de Jerusalém.

�Unidos pela Tua Palavra, reconstruiremos as muralhas…�

Em outubro deste ano, o Conselho Nacional da RCC acolheu a moção profética, que coloca a Palavra de Deus no centro de todas as atividades do Movimento em 2010. O tema geral e do Congresso Nacional, inspirado em II Timóteo 4, 1-5, é: “Proclama a Palavra, anuncia a Boa Notícia!”.

Seguindo essa moção, o ENF tem seu tema específico inspirado no livro de Neemias: “Unidos pela Tua Palavra, reconstruiremos as muralhas…”.


Semeando a cultura de Pentecostes


.

Festival de Jesus.


Se realizará em

2011

XXIV Festival de Jesus.

VEJA MAIS

> CLICK AQUI <


Se realizará em

2010

XXIII Festival de Jesus.

VEJA MAIS

> CLICK AQUI <

xxii_festival_de_jesus_cart-15


xxii_festival_de_jesus_cart-15

A RCC realizou com grande êxito

O XXII Festival de Jesus

Nos dias de Carnaval

22 a 24 de de fevereiro de 2009

veja algumas fotos:

Carlos de Pina

Apesar de pouca iluminação o Ginásio Carlos de Pina ficou com uma decoração muito Bonita com o Banner do Cartaz e o tema do encontro:

“Pai que Todos Sejam Um”

João 17,21

No domingo dia 22, Padre Alessandro de Brasília comandou a animação e ótimos momentos de louvor e adoração, celebrou também a Santa Missa de encerramento do dia.

Padre Alessandro - Brasília-DF - Natural de Ituitaba - Mg

Padre Alessandro - Brasília-DF - Natural de Ituiutaba - Mg


Pe Alessandro O MILAGRE DE LANCIANO

Pe. Alessandro

Santa Missa


A Segunda-feira ficou com o Padre José do Prado de nossa Diocese, com apenas 21 anos de idade nasceu um ano após termos realizado o nosso primeiro festival de Jesus.

Segundo seu testemunho, participou muitas vezes quando era criança acompanhando seus Pais e quando mais jovem ia sozinho a pé até mesmo debaixo de chuva.


Padre José do Prado

Padre José do Prado


O dia foi finalizado com a Santa Missa celebrada por Padre Alexandre e concelebrada pelo Padre Cristiano da Paróquia Santa Clara.


Padre Alexandre - Momento de reflexão e entraga

Padre Alexandre - Momento de reflexão e entraga


Na terça-feira Padre Cristiano conduziu as reflexões finalizando a parte da manhã com um momento de Efusão no Espírito Santo, um dos pontos alto do encontro, depois do almoço houve Adoração ao Santíssimo onde se manifestaram diversas curas de enfermidades e libertação do pecado que nos escraviza, logo após Padre Cristiano nos falou sobre a Unidade da Igreja, um momento especial que a Igreja Católica está vivendo nos dias de hoje.


Pe Alessandro O MILAGRE DE LANCIANO

Momento de Adoração

Benção do Santíssimo

O Papa Bento XVI toma diversas atitudes visando a perfeita união da Igreja principalmente dentro de si mesma, nos pede muitas orações para que o Espírito Santo nos conduza à verdadeira e perfeita união desejada por Jesus e pelo Pai usando como exemplo a unidade da Santíssima Trindade expressa em São João Capítulo dezessete.

Vemos que, ainda hoje, muitos ainda preferem a divisão e trabalham por ela disseminando fofocas e discórdias dentro do seio da Igreja, mas precisamos abominar a prática destas divisões já que é o principal fruto das investidas do inimigo e aprender como viver em comunidade, como um corpo bem unido, onde cada um, por menor que seja sua capacidade, tem sua função bem definida e por isso é muito importante neste corpo de Cristo, somente um corpo bem unido, sem divisões pode alcançar seu objetivo como tão bem nos falou São Paulo em sua carta aos  Coríntios no Capítulo doze.


Padre Cristiano - Paróquia Santa Clara.

Padre Cristiano - Paróquia Santa Clara.


Contamos também com a presença de nosso Prefeito Antonio Gomide que nos dirigiu a palavra convocando todos a se unirem em prol do bem de nossa Cidade.


Antonio Roberto Gomide - Atual Prefeito de Anápolis.

Antonio Roberto Gomide - Atual Prefeito de Anápolis.


Antonio Gomide assistiu conosco juntamente com nosso Bispo a uma reportagem do Canal 5 sobre nosso trabalho efetuado junto a Chácara Jesus Cura em recuperação de dependentes químicos nesta Cidade, fundada por Antonio Júlio juntamente com a RCC, hoje ele é um dos Secretários de nosso atual Prefeito.


Dom João Wilk e Antonio Gomide O MILAGRE DE LANCIANO

Dom João Wilk  e o Pref. Antonio Gomide

Parabenizaram o nosso trabaho


Dom João Wilk finalizou o Festival de Jesus celebrando a Santa Missa de encerramento.


d_joao_wilk_73


“Pai que Todos Sejam Um”


Outras Fotografias



Nossos Patrocinadores


xxii_festival_patrocinadores-3

xxii_festival_patrocinadores-2

Das 8:00 hs às 18:00 hs

Entrada Franca

Para toda a Família

Local reservado para as Crianças

Local

Ginásio Carlos De Pina

Veja Mapa Abaixo

Com o Tema

“Pai que Todos Sejam Um”

João 17,21

Com a Presença de:

Nosso Bispo

Dom João Wilk

Padre Walter

Padre Cristiano

Padre Alexandre

Padre José Do Prado

e especialmente Convidado

Padre Alessandro – DF

Evento

Promovido & Realizado

Pela

Renovação Carismática Católica

Diocese de Anápolis – Goiás

Igreja

Católica Apostólica Romana

rcc-aps-azul

MAPA

mapa-do-carlos-de-pina

Mapa do Carlos de Pina


Nossos Patrocinadores

Encontro de Coordenadores.

Neste ultimo final de semana 16 a 18/01/09, toda a coordenação da Renovação Carismática Católica de Anápolis esteve reunida na casa de retiro Naiot, para um encontro de “Intimidade com o Senhor”.


Enc_Coord_RCC_Naiot_9502 por catolico.renovado.


Entre os diversos temas apresentados e meditados ficou evidenciado a vontade de Deus Pai em manter a unidade de seus filhos amados.

Segundo a Oração Sacerdotal de Jesus descrita no Cap. 17 de São João, cujo tema foi adotado para ser desenvolvido durante o XXII Festival de Jesus deste ano, Ele pede ao Pai que nos mantenha unidos acima de tudo, para realmente expressarmos a semelhança de sua imagem em nós.

Neste encontro Jesus já manifestou o seu desejo de quebrar tudo o que é velho e danificado recuperando e restaurando tudo em um vaso completamente renovado.


Enc_Coord_RCC_Naiot_9519 por catolico.renovado.


O ponto alto do encontro foi uma reflexão baseada na criação de cada um, que trabalha com um pouco de barro de cerâmica na criação de um vaso ou qualquer coisa que se queira expressar com sua criatividade, logo após se apresenta tudo ao Senhor que envia um de seus servos para reunir todas as obras recem criadas em um todo, uma unica obra que é o próprio coração de Deus, simbolizando que o dono da obra é e somente será o Senhor Nosso Deus e Pai.

Com toda dedicação do nosso precioso trabalho, por mais que seja bom, não passa de uma pequena obra de arte linda e isolada, apenas um pedaço minúsculo do grande potêncial contido na vontade Divina, que só se realiza plenamente quando Deus age pessoalmente no todo, unindo num só corpo e  formando uma unicidade perfeita e eterna.


Enc_Coord_RCC_Naiot_9521 por catolico.renovado.


Ao ver sua criação sendo quebrada, triturada e amassada juntamente com muitas outras não tão preciosas ou até melhores que a sua, sentimos uma dor no coração de ver sendo desfigurado e deformado aquilo que criamos com todo o carinho de nosso coração, mas ao vermos tomando forma a grande obra Divina, percebemos que realmente nenhum pedaço daqueles, brilhante ou não tão precioso, realmente não teria nenhuma outra utilidade fora ou perante a magnífica obra Divina que se apresenta consumada.


Enc_Coord_RCC_Naiot_9514 por catolico.renovado.


Esta foi a mensagem que Deus nos transmitiu neste encontro que também estavam presentes Magno Fernado “fundador da Comunidade Católica Nova Aliança” e de José Antônio “Toninho” “fundador da Comunidade Naiot” e anfitrião em sua casa de Retiro, isto mostrando que a mensagem Divina se estende também para fora deste encontro, não foi apenas para nós que lá estivemos, mas também para todos aqueles que representamos e ainda para todos aqueles que amam o Senhor nosso Deus.

Queremos aproveitar esta oportunidade e convidar a todos para participar de nosso próximo Festival de Jesus, que será o XXII e tratará exatamente deste tema, “A Unidade dos Filhos de Deus”.


Simbolo_RCC_2009 por catolico.renovado.