Domingo de Ramos.




Quantas lições nos deixam essa festa litúrgica!


Domingo_de_Ramos



A Semana Santa começa no Domingo de Ramos, porque celebra a entrada de Jesus em Jerusalém montado em um jumentinho – o símbolo da humildade – e aclamado pelo povo simples, que O aplaudia como “Aquele que vem em nome do Senhor”. Esse povo tinha visto Jesus ressuscitar Lázaro de Betânia havia poucos dias e estava maravilhado. Ele tinha a certeza de que este era o Messias anunciado pelos profetas; mas esse mesmo povo tinha se enganado no tipo de Messias que Cristo era. Pensavam que fosse um Messias político, libertador social que fosse arrancar Israel das garras de Roma e devolver-lhe o apogeu dos tempos de Salomão.
Para deixar claro a este povo que Ele não era um Messias temporal e político, um libertador efêmero, mas o grande Libertador do pecado, a raiz de todos os males, então, o Senhor entra na grande cidade, a Jerusalém dos patriarcas e dos reis sagrados, montado em um jumentinho; expressão da pequenez terrena. Ele não é um Rei deste mundo! Dessa forma, o Domingo de Ramos dá o início à Semana Santa, que mistura os gritos de hosanas com os clamores da Paixão de Cristo. O povo acolheu Jesus abanando seus ramos de oliveiras e palmeiras.
Esses ramos significam a vitória: “Hosana ao Filho de Davi: bendito seja o que vem em nome do Senhor, o Rei de Israel; hosana nas alturas”. Os ramos santos nos fazem lembrar que somos batizados, filhos de Deus, membros de Cristo, participantes da Igreja, defensores da fé católica, especialmente nestes tempos difíceis em que esta é desvalorizada e espezinhada. Os ramos sagrados que levamos para nossas casas, após a Missa, lembram-nos de que estamos unidos a Cristo na mesma luta pela salvação do mundo, a luta árdua contra o pecado, um caminho em direção ao Calvário, mas que chegará à Ressurreição para a vida eterna.


Jesus_Domingo_Ramos


Encenação na Paróquia Sagrada Família em Goiânia – 2014.


Domingo de Ramos 4 Domingo de Ramos Domingo de Ramos 3 Domingo de Ramos 5

O Mestre nos ensina com fatos e exemplos que o Seu Reino, de fato, não é deste mundo. Que ele não veio para derrubar César e Pilatos, mas para derrubar um inimigo muito pior e invisível, o pecado. E para isso é preciso se imolar; aceitar a Paixão, passar pela Morte para destruir a morte; perder a Vida para ganhá-la.

A muitos o Senhor decepcionou; pensavam que Ele fosse escorraçar Pilatos e reimplantar o reinado de Davi e Salomão em Israel; mas Ele vem montado em um jumentinho frágil e pobre. “Que Messias é este? Que libertador é este? É um farsante! É um enganador, merece a cruz por nos ter iludido”, pensaram. Talvez Judas tenha sido o grande decepcionado.
O Domingo de Ramos ensina-nos que a luta de Cristo e da Igreja, e consequentemente a nossa também, é a luta contra o pecado, a desobediência à Lei sagrada de Deus que hoje é calcada aos pés até mesmo por muitos cristãos que preferem viver um cristianismo “light”, adaptado aos seus gostos e interesses e segundo as suas conveniências. Impera como disse Bento XVI, a ditadura do relativismo.

O Domingo de Ramos nos ensina que seguir o Cristo é renunciar a nós mesmos, morrer na terra como o grão de trigo para poder dar fruto, enfrentar os dissabores e ofensas por causa do Evangelho do Senhor. Estar disposto a carregar a cruz com aquele que a levou até o Calvário sem abandoná-la. Estar disposta a defender o Cristo e a Igreja com novo ardor, e com novo ânimo, especialmente hoje em eles são tão aviltados em todo mundo.

Prof. Felipe Aquino

Felipe Aquino

Prof. Felipe Aquino, casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: “Escola da Fé” e “Trocando Idéias”. Saiba mais em Blog do Professor Felipe Site do autor: www.cleofas.com.br



Semana Santa Jesus

DOMINGO DE RAMOS


Encontro Ministério de Musica Anápolis – 2013.

Encontro de Músicaclick e amplie.

.

Encontro Diocesano

Ministério das Artes

.

Música.

.

.

Encontro para todos os Ministérios de música,

Grupos musicais, Cantores e animadores em grupos de oração e ou liturgia que pertencem à Diocese de Anápolis e cidades vizinhas, mas receberemos também com muito prazer músicos de outras Dioceses.

.

.”POR CAUSA DA TUA PALAVRA

LANÇAREI A REDE”

.

Participação especial:

Padre Delton Filho

Comunidade Coração Fiel

Daniel

Missão Louvor e Glória

 

Coordenador Nacional do

Ministério das Artes

.

Sexta Feira – 13/09/13

Início a partir das 18:00 Hs

Sábado dia – 14/09/13

Domingo dia 15/09/13

Encerramento às 16:00 Hs com a Santa Missa no Local..

.

Local:

O encontro será fechado

No Convento Mãe Admirável,

Av. Jamel cecílio Bairro Jundiaí – Anápolis – Goiás

.

click aqui e conheça o local, com o mapa.

.

Taxa de R$ 50,00

.

Realização:

Diocese de Anápolis

Renovação Carismática Católica

Ministério Das Artes

Informações:

Robertinho – 62 – 9132-3409

Canon – 9121-9580

Escritório – 62 – 3387-2439

rcc.anapolis@bol.com.br

rcc.anapolis@ig.com.br

..

Agenda 2013 – RCC – Anápolis.

https://rccanapolisgo.wordpress.com

.


Papa Francisco Fala Sobre a RCC.


Em entrevista dentro do avião no retorno para Roma, Papa Francisco respondeu e esclareceu diversas questões pendentes aos repórteres, uma delas foi sobre a aceitação da Renovação Carismática Católica e neste caso ele mesmo esclareceu que sua primeira opinião antes de conhecer o movimento não foi nada boa, mas ao observar seu crescimento e amadurecimento hoje ele não só aceita como reconhece que é um instrumento essencial na renovação de toda a Igreja.


papa_da_entrevista_voo_brasil

Papa Francisco Fala sobre a RCC.


Texto Parcial da Entrevista:

A Igreja no Brasil está perdendo fiéis. A Renovação Carismática é uma possibilidade para evitar que eles sigam para as igrejas pentecostais?

Papa Francisco – É verdade, as estatísticas mostram. Falamos sobre isso ontem com os bispos brasileiros. E isso é um problema que incomoda os bispos brasileiros. Eu vou dizer uma coisa: nos anos 1970, início dos 1980, eu não podia nem vê-los. Uma vez, falando sobre eles, disse a seguinte frase: eles confundem uma celebração musical com uma escola de samba. Eu me arrependi. Vi que os movimentos bem assessorados trilharam um bom caminho. Agora, vejo que esse movimento faz muito bem à Igreja em geral. Em Buenos Aires, eu fazia uma missa com eles uma vez por ano, na catedral. Vi o bem que eles faziam. Neste momento da Igreja, creio que os movimentos são necessários. Esses movimentos são uma graça para a Igreja. A Renovação Carismática não serve apenas para evitar que alguns sigam os pentecostais. Eles são importantes para a própria Igreja, a Igreja que se renova.

Fonte: http://blogs.estadao.com.br/jamil-chade/2013/07/29/entrevista-com-o-papa-francisco-quem-sou-eu-para-julgar-os-gays/


941342_471701519587558_1461845518_n[1]


Ministério de Música ou Banda Católica ?

Qual seria a diferença ?

Muitas vezes somos questionados o porquê nos chamarmos Banda e não Ministério de Música. Vamos esclarecer…

Um Ministério de Música está diretamente ligado a um Grupo de Oração, deve obediência ao coordenador desse Grupo de Oração e não pode assumir nenhum compromisso fora sem autorização dessa coordenação. Já uma Banda Católica, não ministra música em um único Grupo de Oração, toca em Grupos diferentes, Grupos de Oração Jovens, Evangeliza Shows, Retiros de uma forma autônoma, ou seja, tem total autonomia de sua agenda. Mas sempre deve estar em sintonia e obediência aos Coordenadores dos locais onde vai Evangelizar. Essas e outras informações estão à disposição no livro de Bolso lançado pela Livraria Paulo Apostolo, “RCC Responde – Ministério de Música”.Vale apena ler…

Curso de Música realizado em Anápolis – Go dia 22/09 com Luiz Carvalho da Comunidade Recado.


Páscoa.


pascoa_sorte

“Páscoa é ser capaz de mudar,


é partilhar a vida na esperança,


é lutar para vencer todo tipo de sofrimento.


Páscoa é dizer sim ao amor e à vida,


é investir na fraternidade,


é lutar por um mundo melhor,


é vivenciar a solidariedade.


Páscoa é ajudar mais gente a ser ‘gente’,


é viver em constante libertação,


é crer na vida que venceu a morte.


Páscoa é renascimento, é recomeço,


é uma nova chance de melhorar
as coisas que não gostamos em nós,


para sermos mais felizes por conhecermos a nós mesmos mais um pouquinho,


e vermos que hoje somos melhores do que fomos ontem.”

Autor Desconhecido

.


http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/paixao-de-jesus.jpg?w=130&h=120
Jesus é Misericordioso
PRESENTEPRAVOCE
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/eucaristia.jpg?w=130&h=120
//mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/pentecostes-ico.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

.


Temas da Canção nova
FOI DEUS
http://mongefiel.files.wordpress.com/2008/05/dons-do-espirito.jpg?w=130&h=120

.