Vida no Espírito.



“SE VIVEMOS PELO ESPÍRITO,

ANDEMOS DE ACORDO COM O ESPÍRITO”

(GL 5,25).



Este RHEMA de 2015 da RCC é simplesmente FABULOSO!


blog%2B1[1]


Estamos entrando no foco da maturidade da RCC que será trabalhada.

Depois de tantas pessoas conquistadas por Deus através do movimento chegou a hora de crescer, alcançar a maturidade e estatura de Cristo.

Durante este ano estivemos trabalhando a unidade. Eu dizia que este é um RHEMA que, vivido, daria muitos frutos. É o que está acontecendo em muitos lugares por onde tive a graça de passar, outros lugares, porém,  não entenderam ainda a proposta do movimento em suas instâncias de discernimento.

Não entenderam que, trabalhando tais temáticas em nossos grupos de oração com o TESTEMUNHO, as pessoas são “seduzidas” por Deus e passam de uma vida sem Deus a uma experiência profunda de Deus e começam a viver a cultura de Pentecostes, sinalizando que Deus está passando por ali, por aquela vida.

A carta de São Paulo aos Gálatas nos fornece um grande roteiro de vivência da cultura de Pentecostes, desembocando numa vida de testemunho a partir de uma experiência de Jesus ressuscitado mediante o Batismo no Espírito Santo!

Nos capítulo 1 e 2 Paulo revela sua experiência de antes, durante e depois!

O que era antes: Gálatas 1, 11-14

O que ocorreu na experiência: Gálatas 1, 15-16

O que vem depois: o testemunho: Gálatas, 17 até 2, 14

Uma comunidade por onde Paulo ´passou 3 vezes, segundo os Atos dos Apóstolos – Cap. 13,13-14/16, 1-5 e 18, 23.

Sinal de que era uma comunidade necessitada demais de um pastoreio intenso, devido às inconstâncias (Gal. 3, 1-5).

Passando pela promessa no capítulo 3, que se cumpriu aos que crêem – v. 22 – somos instruídos a uma doutrina de liberdade espiritual, de saída da escravidão pecaminosa à liberdade de filhos de Deus chegando ao capítulo 5, onde essa liberdade é explicada e nos dá sinais de como é essa tal LIBERDADE ESPIRITUAL.

Tudo se resume no versículo 1: “Para ser livres, Cristo nos libertou: Mantede-vos, pois, firmes, e não vos deixeis prender de novo ao jugo da escravidão.” (tradução Bíblia O Peregrino)

Cristo nos libertou para sermos livres e como isso? Mantendo-nos firmes.


QUEM DE FATO CONTROLA AS SUAS AÇÕES E ATITUDES?

QUEM DE FATO CONTROLA AS SUAS AÇÕES E ATITUDES?


Portanto, o dever de firmeza, a atitude de firmeza vem de nós! Deus já fez a parte Dele, acendendo a chama do Espírito Santo mediante a experiência da efusão do Batismo no Espírito.

É o que o movimento trabalhou em 2012/2013! Experimentamos o fogo e ateamos fogo através da unidade! Que maravilha!!!!!

Chegou a hora de manter o fogo aceso de amadurecer na experiência deste fogo – que não é de palha, mas precisou da palha para pegar – e mantê-lo aceso, alimentando-o com os projetos do movimento, que aliás, nos oferece diversos direcionamentos nesse sentido e só não segue, só não vive quem não faz as formações ou quem as fez e não as coloca em prática!

Tive a graça deste ano ajudar na equipe de formação do ministério de formação da Região Episcopal Belém da Arquidiocese de São Paulo e percebi o quanto os grupo pagam um preço injusto quando não se estrutura com uma equipe bem formada e madura no movimento, que entende a proposta do movimento, que não enfia os pés pelas mãos dentro de um espiritualismo que não traduz a verdadeira vocação do movimento!


Andar_com_o_Espirito

E eu devo dizer algo:

“A RCC É MISSIONÁRIA POR NATUREZA!!!”

Nasceu nos EUA e em MOVIMENTO DO ESPÍRITO SANTO, chegou ao Brasil! Hoje já chega no mundo todo!!! Isso é ser missionário! Nasce num ponto específico e se multiplica por ação divina, apoiado e aprovado pela Igreja!

Portanto se fôssemos “filhos bastardos” da Igreja, não teríamos um escritório bem ao lado do Papa, no Vaticano!

O ICCRS – Serviços para a Renovação Carismática Católica Internacional – Está lá do lado de Papa Francisco para ser observado, pastoreado, mas acima disso, estar em unidade com a Igreja, pois não seríamos um movimento sem a Igreja!

Com esta possibilidade de manter a chama acesa – pois mantém acesa a chama quem quer – Deus, através da RCC nos dá uma diretriz:

“SE VIVEMOS PELO ESPÍRITO, ANDEMOS DE ACORDO COM O ESPÍRITO” (GL 5,25).

As palavras da RCC no portal da mesma para este RHEMA:

“Toda a temática será empenhada em incentivar nos carismáticos de todo o país a um verdadeiro retorno ao primeiro amor, quegere conversão, em vista de se alcançar uma maturidade eclesial e espiritual, que alcance cada Grupo de Oração do Brasil. Um importante fruto da ação do Espírito Santo é a comunhão fraterna. Nesse sentido a RCC BRASIL continuará refletindo e reconstruindo a unidade do Movimento. A moção também segue os direcionamentos do ICCRS (Serviços para a Renovação Carismática Católica Internacional) em preparação à grande celebração do Jubileu de Ouro da RCC, em 2017, conforme a segunda etapa do projeto.”

UM VERDADEIRO RETORNO AO PRIMEIRO AMOR: Irmãos, não concordo quando as pessoas me dizem que estamos perdendo fiéis. Mas penso  que, fiéis, são aqueles que permanecem, acreditam, CREEM! Um verdadeiro retorno ao primeiro amor se dá exatamente quando esse retorno não abre possibilidades de passos de recuo! Quando se apaixona realmente por Jesus Cristo e se tem uma experiência real de Jesus. Retornar ao primeiro amor é se deixar envolver de forma total! Sem reservas! Experimentar o sagrado com o devido valor que Ele tem! Tudo hoje, dentro e fora da Igreja, têm sido superficial, sem essência,  tudo acabou sendo relativizado, nada tem profundidade, desde a religiosidade até os relacionamentos… Tudo sem profundidade e, muitas vezes, sem verdade… Isso dói na alma das pessoas que sofrem isso, e de nós, os pregadores e servos de Deus.

GERE CONVERSÃO: Esta é, senão a mais importante, a mais urgente consciência do “para quê” a RCC veio. Tenho dito que muitos, dentro até da RCC, têm dado “trombadas” em Jesus e acham que O conhecem. Quando damos uma trombada em alguém, nem sempre conhecemos com quem damos tal trombada. Quando conhecemos, há até um diálogo, ainda que minúsculo, devido à correria diária, meio que à contragosto, mas há um “quase diálogo”. Mas quando não conhecemos, dependendo da qualidade do cidadão(ã), há um pedido de desculpas, talvez até uma conversa informal, mas geralmente, em 90% dos casos, damos uma olhada feia, quase engolindo a pessoa e vice versa… Fazemos o mesmo quando damos trombada em Jesus… até tentamos um diálogo informal, com uma espiritualidade light, sem radicalidade, sem essência, e, por isso, no primeiro obstáculo, na primeira prova, “estouramos” e paramos, ou voltamos atrás, esquecemos que DISSEMOS UM DIA QUE QUERÍAMOS VIVER A PALAVRA, mas deixamos escapar a chance de fazê-lo- uma vez… (Eclo 2, 1-6) Precisa gerar conversão toda a experiência com Jesus.

ALCANÇAR UMA MATURIDADE ECLESIAL E ESPIRITUAL: Isso é uma urgência! Papa Francisco, quando esteve no Brasil na JMJ, em seu primeiro discurso aos Bispos e Padres, disse que era preciso de uma conversão pastoral urgente!

Esta conversão pastoral, implica em fazer com amor e consciência do que e para quem se faz! Fazer com paixão, sabendo que é para Deus, o amor maior! Não é para homens, ainda que os favoreçam, mas é para a face de Deus impressa na imagem e semelhança desse Deus que nos criou! É preciso começar a experimentar para fazer e não fazer para experimentar como tem sido feito em vários lugares! É tanta reunião – que são realmente necessárias, mas que tragam solução e não mais confusão – que não se tem tempo para experimentar. É tanta anotação e compromisso de reunião pra lá e para cá que se perde até o sentido de se entrar numa Igreja para uma reunião e nem cumprimentar Jesus cumprimenta! Isso quando não se está numa reunião destas, e se fala de tudo, menos da solução do problema. Pelo contrário! Através de um problema a ser resolvido se criam mais uns dois ou três adjacentes, pois vira polêmica, vira combate oral, tribunal de acusações, lavagem de roupa suja… Quem é recém chegado nem quer saber de se comprometer com o serviço, pois percebem que o serviço, muitas vezes é um ringue espiritual onde se nocauteia o bom senso e a imagem do outro, com críticas que não se tornam ações solucionadoras de questões que, realmente precisam ser discutidas, mas com o bom senso e catolicidade que nos levaram até ali, naquele local e naquela reunião! Será que estou em outro planeta ao pensar e enxergar assim certas coisas no âmbito eclesial? A maturidade eclesial e espiritual nasce de uma chama acesa, que alguém acende, e esse alguém é o Espírito Santo que, depois de acender, nos faz crescer nesta chama, mantendo-a acesa com práticas, atitudes expressas de uma experiência que não foi ilusória, mas real! Nos traz profundidade do que experimentamos e não somente a periferia de uma suposta experiência!

QUE ALCANCE CADA GRUPO DE ORAÇÃO DO BRASIL: Tudo isso, precisa ser colocado em prática no GRUPO DE ORAÇÃO! Não tem acordo!

Verifico, irmãos, cada dia mais as pessoas darem a desculpa de “DEUS QUER QUALIDADE E NÃO QUANTIDADE”, e vejo grupos fecharem suas portas, vejo lideranças desesperadas para saber o que fazer para manter o grupo em pé, vejo servos com o rosto trazendo uma fisionomia de derrota, de fracasso, como se não tivessem mais ação para nada…E não têm mesmo. Essa força vem do alto! (CF. Atos 1, 8)

Se já houve a experiência, então sabemos onde se busca tal força e criatividade, mas acima de tudo, TESTEMUNHO! Tudo o que recebemos de Deus, precisa virar VIDA… Ação transformadora de Deus em nós, multiplicando-se nos outros através de nosso testemunho! Irmãos! Para alcançar os grupos de oração precisa levar a eles o que aprendemos nas formações, mas quem não faz formação não tem o que levar!!!



As apostilas do módulo básico são fantásticas em sua praticidade e só não se torna santo quem não quer! Exercer o que se recebe na formação no grupo onde se tem a raiz, é sinal de maturidade alcançada e desejo e amor pelas almas! Me incomoda ver grupos esvaziando… Me alegra ver grupos crescendo em qualidade e também em quantidade, pois onde tem qualidade, tem quantidade!!! É a lógica irmãos…

Se vivemos pelo Espírito, andemos de acordo com o Espírito!

Uma condicional para quem quer caminhar!

Uma condicional para quem quer amadurecer e manter a chama acesa e não para quem quer manter a chama “meia boca”! O Espírito não é meia boca! É inteiro!

Deus não sabe dar pouco. Só sabe dar tudo.

É uma lógica divina: Se temos e experimentamos a força e a potência deste Espírito Santo, então, se somos seduzidos e apaixonados por Ele, iremos querer andar em Sua presença, iremos querer depender Dele! Andemos DE ACORDO com este Espírito!

Atitudes do Espírito Santo agindo em nós!

Palavras do Espírito Santo agindo em nós!

Obediência gerada pelo Espírito Santo agindo nós!

Maturidade espiritual gerada pelo Espírito agindo em nós!

Tudo o que Deus faz, faz na nossa natureza, conta com nossa cooperação, pois sem nosso consentimento, sem nosso passo na direção de Deus, Deus não pode realizar muito na nossa natureza, já que Ele age nela…

Se VIVEMOS pelo Espírito, andemos de acordo, e não em desacordo com este Espírito…

Assim se encerra o discurso de como se testemunha. Com esta condicional que nos guiará neste 2015, onde várias promessas precisam se cumprir na vida dos que crêem! Quem não crê, nada vai observar e não adianta ficar insistindo com alguém quando já se tem uma opinião e posição formada sem uma abertura para a mudança.

Quem abraça um movimento, se move com ele dentro da Igreja, então sigamos a moção, pois os primeiros beneficiados seremos nós ao vivermos segundo e de acordo com o Espírito Santo…

Jesus, tu que és o batizador, batiza-nos de novo com este Espírito Santo, envolve-nos com este amor derramado em nossos corações!

Atualiza a graça da efusão do Espírito Santo em nós! Sopra de novo como fizeste aos apóstolos e nos ensine a não voltarmos atrás e nem cairmos em descrédito, mas investirmos nesta experiência do Cenáculo e não voltarmos atrás diante da graça recebida como aconteceu com os apóstolos e com os santos!

Queremos andar e viver segundo o Espírito Santo!

Bendita RCC! Sejamos Igreja! Façamos o movimento conforme o sinal da CABEÇA que é Cristo e Seu corpo místico age



conforme a cabeça e não sem Ela… o movimento é sinalizado pela cabeça que faz agir os membros…

Assim funciona o corpo.

Paz e fogo!

Seu Servo em Cristo: Antonio Lucio de Oliveira


Jesus

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: